Dia Mundial de Combate à Desertificação e à seca

Published by sustentarambiental on

Ao nos lembrarmos do dia mundial de combate à desertificação e à seca, neste dia 17 de maio, nos deparamos com uma dura realidade do quanto ainda não se dá a devida atenção a este assunto.

Com bilhões de toneladas de solos erodidos ao longo do ano, no mundo, estas regiões que sofrem deste problema têm uma probabilidade alta de desertificarem, e algumas já em processo.

Além da perda de fertilidade, estes solos tornam-se mais impermeáveis, dificultando a recarga de aquíferos e cursos de água.

As razões destas erosões são bem conhecidas: áreas cujo solo não tem aptidão agrícola ou pastoril, por se tratarem de solos arenosos, caso da Amazônia, são usadas indiscriminadamente. Soma-se a isto, práticas culturais erradas como a falta de cobertura vegetal sobre o solo, falta de terraceamento e uso intensivo de implementos que contribuem ainda mais para a desestruturação do solo.

A conscientização deste grave problema tem levado vários institutos de pesquisa agrícola orientarem agricultores e pecuaristas a manejarem melhor seu solo como a técnica do plantio direto, rotação de culturas e o terraceamento das glebas, como exemplos.

O combate a seca passa por este manejo do solo citado acima, associado à revegetação das áreas desertificadas.

A razão para que a seca se estabeleça nessas áreas desertificadas é a quebra do ciclo da chuva pela não evaporação de água em quantidades suficientes para a formação de nuvens.

A utilização racional do solo é de suma importância para a população mundial, pois se trata de um patrimônio da humanidade e que fornece sustento para produção de alimentos a todos nós.

Portanto, a Sustentar Ambiental luta para preservar este bem tão importante.

Consulte nossas soluções ambientais e nos ajude a cuidar do solo e do planeta.

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *